segunda-feira, 14 de março de 2011

UMA PEDRA ESPANHOLA NO SAPATO LUSITANO

PORTUGAL REALIZOU EM MADRID O SEU JOGO INTERNACIONAL NÚMERO 208, sendo simultaneamente o 31º com a Espanha, que continua com uma apreciável vantagem no conjunto desses encontros.

O primeiro deles realizou-se em 13 de Abril de 1935, e foi preciso aguardar até 1966 para que Portugal pudesse festejar a sua primeira vitória, que viria a repetir em 1967, para de novo entrar na senda das derrotas até 1984 (empate a 6-6) e depois mais 15 anos de derrotas, até que em 2000, com a chegada do novo século, os portugueses passaram a ter alguma superioridade e nos últimos 11 anos, em que se realizaram 11 encontros, a nossa seleção nacional venceu sete e perdeu apenas quatro.

Madrid no entanto não tem dado muita sorte às nossas cores, e apenas em duas ocasiões saímos de lá com um sorriso nos lábios - em 1966 e no ano passado, de um total de 14 jogos realizados na capital espanhola.

Portanto meus amigos, não foi nada agradável trazer mais uma derrota de Madrid, mas também não é nada que esteja muito fora da normalidade.

No próximo sábado vamos defrontar a Ucrânia, e neste caso a história dos jogos entre as duas equipas apenas tem duas linhas, mas em cada uma delas se escreveu uma vitória lusitana.

Em 2004 em Odessa ganhámos por 38-6, e dois anos depois voltamos a ganhar, desta feita em Lisboa por 52-14.

No entanto a Ucrânia é uma equipa em desenvolvimento, e parecendo embora ainda estar muito longe do nível das restantes equipas que disputam o europeu, a verdade é que não aparece no 6 Nações B por acaso, ganhou esse direito ao vencer a Divisão 2 e deve portanto ser respeitada como merece.

Veja os quadros dos jogos da nossa seleção clicando nas etiquetas respectivas.

VOLTAR A PÁGINA INICIAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário, mas não se esqueça de se identificar.